Imagem capa - 8 Filmes e 2 Séries Para Quem Gosta de Fotografia por Wilson Vitorino

8 Filmes e 2 Séries Para Quem Gosta de Fotografia

Quem gosta de fotografia não dispensa um bom filme, afinal, cinema não é nada mais do que uma grande sequência de frames estáticos que em movimento ganham vida.


A fotografia continua influenciando o cinema e vice-versa, por isso resolvi fazer a minha própria lista de indicações cinematográficas. 


Nada aqui é um verdade absoluta, os filmes listados são apenas referências pessoais que tem uma riqueza estética impecável ou abordam o assunto da fotografia diretamente. 


Divirta-se!



1. O Regresso (2015)




O filme é baseado na história real de Hugh Glass em sua jornada de superação no inverno congelante do norte dos Estados Unidos, por volta do ano de 1820.


O diretor Alejandro González Iñárritu e o diretor de fotografia, Emmanuel Lubezki, optaram por gravar o filme com diversos planos longos e apenas luz natural, o que tornou assistir o longa, uma experiência imersiva e avassaladora.



2. Blade Runner 2049 (2017)




Esse é um filme de ficção científica futurista, ele conta a história de um caçador de androides que descobre um segredo que pode mudar radicalmente a relação de poder entre humanos e robôs.


A produção rendeu o Oscar de melhor fotografia em 2018, para o diretor de fotografia Roger Deakins, que mais recentemente recebeu o prêmio novamente por "1917".



3. Gravidade (2013)




Emmanuel Lubezki, (olha ele aqui de novo) responsável pela fotografia do filme, levou para os cinemas uma nova e inspiradora visão da imensidão em que nosso planeta flutua.


Para quem assisti o filme, principalmente nas telas maiores, tem a sensação de que o diretor foi até o espaço com todo o seu equipamento para captar as melhores imagens.



4. O Fabuloso Destino de Amélie Poulain (2001)




O filme dirigido por Jean Pierre Jeunet, tem como diretor de fotografia Bruno DelBonnel. O trabalho meticuloso do diretor Jeunet nessa obra, fez dele um ícone de fotografia e direção de arte. 


Para ele, a realidade já é muito cruel, o que faz com que busque criar imagens fantasiosas sobre a própria realidade. A peculiaridade na escolha e no uso das cores dão um ar poético e melancólico ao filme, mas ao mesmo tempo com muita sensibilidade.


Os personagens principais são caricatos e fora do comum, parecendo ter saído de um livro de histórias infantis e em suas histórias todos recebem algum tipo de ajuda da protagonista, mas o que não era esperado era que ela encontrasse alguém para deixá-la feliz.



5. O Grande Hotel Budapeste (2014)




Com direção e roteiro de Wes Anderson, o filme se passa entre a primeira e a segunda guerra mundial, onde o famoso gerente do Grande Hotel Budapeste conhece um jovem empregado do estabelecimento e eles acabam virando melhores amigos. 


Juntos, descobrem o roubo de um quadro famoso do Renascimento, a batalha de uma família pela fortuna e as primeiras transformações históricas do século XX. 


Wes Anderson é conhecido pela sua estética impecável, ele e sua equipe têm o dom para escolher a cor, ângulo e o enquadramento certo para cada cena. Usando e abusando de cores pastéis, o cenário sempre é bem estruturado e colorido, a fotografia é simétrica e minimalistas. 


O filme teve 9 indicações ao Oscar em 2015, entre elas de Melhor Fotografia.



6. Brilho Eterno de uma Mente sem Lembranças (2004)




Um filme triste e ao mesmo tempo lindo. A história é simples, mas contada de forma excepcional.


Segundo a própria Kate Winslet, que faz o papel da Clementine, essa é a personagem que ela mais gostou de ter feito na sua carreira.


Esse também é um dos poucos filmes em que o Jim Carey não faz um papel de comédia. 


Precisa ser apreciado com calma e atenção, a fotografia contribui e muito para a construção da narrativa que não é contada de forma cronológica. 


É preciso se desprender de certos pensamentos lógicos antes de embarcar no universo que Michel Gondry nos apresenta. Quão melhor seria se pudéssemos apagar alguém que nos magoou de nossas mentes?



7. A Fotografia Oculta de Vivian Maier (2013)




Mesmo que você não esteja acostumado com a linguagem dos documentários, essa história vale muito a pena ser vista. Ela é sobre uma das mais celebradas fotógrafas de rua dos Estados Unidos, que passou a vida inteira trabalhando como babá, sem marido e sem filhos, com um cotidiano pacato.


O reconhecimento se deu graças à descoberta de um verdadeiro tesouro, escondido no apartamento em que Vivian viveu até sua morte: mais de 100 mil retratos das maravilhas e peculiaridades da América urbana. 



8. Janela Indiscreta (1954)




Esse clássico de Alfred Hitchcock não poderia ficar de fora. O filme conta a história de um fotógrafo que quebra a perna durante seu trabalho e por isso fica alguns dias de repouso obrigatório em seu apartamento.


Naquela época não existia muita opção para se distrair (Facebook, instagram... O que é isso?) então, ele começa a observar pela sua janela a vida dos vizinhos, até que vê certas coisas que o fazem desconfiar de um assassinato.


O suspense traz ângulos inusitados e, não por acaso, é uma lição de boa fotografia para os amantes do cinema. 



Séries


1. Tales by Light (2015)




A série documental da National Geographic que foi adquirida pela Netflix, conta histórias de diferentes fotógrafos e seus processos criativos. Em cada episódio um profissional da área mostra, através de grandes imagens da natureza e cultura locais, todos os passos para chegar na sua imagem mais famosa.


Além de paisagens de tirar o fôlego, ainda podemos ver os perrengues que os profissionais passam para alcançar locais remotos e conseguir o ângulo perfeito.



2. Abstract: The Art of Design (2017)




Descubra como pensam os designers mais inovadores em diferentes áreas e saiba como seu trabalho influencia todos os aspectos da nossa vida.


Essa é uma série documental produzida pela própria Netflix, focada em arte, cada episódio aborda um artista influente dentro de uma área do design (design gráfico, cenografia, fotografia, arquitetura, etc).


O único pré-requisito para assistir essa série é você gostar de arte.


E aí, se animou para assistir algum filme ou série?