Imagem capa - 8 Filmes Inspiradores Para o Dia da Mulher por Wilson Vitorino
dicas

8 Filmes Inspiradores Para o Dia da Mulher

8 de março é o Dia Internacional da Mulher, mas valorizar e respeitar as mulheres é uma obrigação diária. 


Essa essa data foi conquistada através de muita luta, por isso é um ótimo dia para refletir sobre a importância das mulheres na sociedade.


Os filmes listados são apenas referências pessoais, fique a vontade deixar um comentário falando o que você achou e quais filmes você acrescentaria nessa lista.


Acompanhe abaixo a lista!


Não contém spoilers. 



1. Frida (2002)




A vida dramática e cheia de cores da pintora mexicana Frida Kahlo, um dos maiores símbolos do feminismo e da luta política. 


O filme conquistou 6 indicações ao Oscar de 2003, das quais venceu em duas categorias: Melhor Maquiagem e Melhor Trilha Sonora Original!



2. Persepolis (2007)




Animação irretocável sobre a vida de uma garota durante, a Revolução Islâmica do final da década de 1970.


A animação é baseada na história em quadrinhos autobiográfica de Marjane Satrapi, que escreveu e dirigiu ao lado de Vicent Paronnaud. 


O filme recebeu o prêmio do juri no Festival de Cannes de 2007. Em seu discurs, Marjane disse que "apesar desse filme ser universal, eu gostaria de dedicar o prêmio a todos iranianos". 


Persépolis foi escolhido pelo governo francês para representar o país disputa ao Oscar de melhor filme estrangeiro e, apesar de não ter sido indicado na categoria, foi um dos 3 indicado ao prêmio de melhora animação.



3. What Happened, Miss Simone? (2015)




Documentário sobre a cantora Nina Simone, que teve uma difícil jornada, cercada de racismo, machismo, frustrações profissionais e muita superação.


Nina usava sua música como arma política e acabou sofrendo grandes boicotes em sua carreira. Todas as dificuldades geraram problemas psicológicos, que se tornou uma pessoa difícil de conviver.


Usando gravações inéditas, imagens raras, diários, cartas e entrevistas com pessoas próximas a ela, o documentário faz um retrato de uma das artistas mais incompreendidas do nosso tempo.



4. Joy (2015)




Baseado em fatos reais, o filme conta a história da inventora Joy Mangano, uma mãe solteira que apesar dos diversos problemas, não deixa de ter ideias criativas.


Do mesmo diretor de O lado bom da vida, o diretor David O. Russel volta a se reunir com a atriz Jennifer Lawrence nesse filme que conta com muita sensibilidade uma história interessante sobre uma personagem desconhecida.



5. As Sufragistas (2015)




Dirigido por Sarah Gavron, o filme fala sobre o movimento de mulheres do início do século 20 na Inglaterra, pelo direito ao voto, além de outras reivindicações.


Em 2021, pode ser absurda a ideia de mulheres serem impedidas de votar, mas a proibição era considerada tão “natural” quanto são consideradas naturais atualmente as limitações de direitos aos gays e transexuais, por exemplo, e como já foram consideradas naturais, pouco tempo atrás, a segregação racial, a escravidão e outras formas de privilégio da elite branca.


Apesar de ser um filme de época, As Sufragistas torna-se relevante por sua triste atualidade. O filme possui um teor histórico incrível sobre este importante movimento social, vale a pena conferir!



6. Malala (2015)




Documentário sobre a jovem Malala Yousafzai, que aos 15 anos de idade, sofreu uma tentativa de assassinato pelo Talibã, por causa do seu ativismo em favor da educação de mulheres.


Desde então, ela passou a atuar ainda mais ativamente. 


Conta com um bom senso de humor, mas o que marca é a carga emocional, de uma luta importante de uma garota que só queria uma coisa: ter o direito de estudar.



7. Volver (2006)




Uma mulher deve retornar à sua cidade natal após um acontecimento trágico.


Dirigido por Pedro Almodóvar, "Volver" mescla todo o brilho do cineasta com uma trama envolvente e que se supera a cada cena.



8. Frances Ha (2012)




Uma aspirante da dançarina vive os mais diversos contratempos em seu dia a dia, lutando para manter seus amigos, conseguir dinheiro para as obrigações diárias e encontrar tempo para se divertir.


Frances (Greta Gerwig), tem uma beleza delicada e muita personalidade, e ela tenta manter o alto astral diante os problemas que a vida adulta traz.


Se você espera uma comédia romântica com personagens unidimensionais com rostinho bonito, vai se decepcionar. 


Frances Ha possui momentos que remetem ao cinema mudo, em que os gestos e os olhares, graças a ajuda da trilha e da estética preto e branco, dizem muito, como na sequência inicial.


Lembra um pouco a série Girls, mas não se prenda a essa referência. Se você gosta de Girls, vai gostar de Frances Ha. Se não gosta, muito provavelmente irá gostar do filme da mesma forma :)


Gostou dessa lista? Quais filmes você acrescentaria?